AGRESSÃO: Técnico de handebol, que agrediu atleta, é considerado foragido da Polícia Civil

Treinador é investigado por agredir e abusar sexualmente de jogadores com idades entre 15 e 17 anos

AGRESSÃO: Técnico de handebol, que agrediu atleta, é considerado foragido da Polícia Civil

Foto: Reprodução

O treinador de handebol, Francisco Júnior Corrêa Mota, foi filmado agredindo um atleta de 15 anos dentro de um alojamento em Pompéu, no interior mineiro. Ele é considerado foragido pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). O órgão divulgou nota oficial nesta segunda-feira informando que está investigando o caso e que o suspeito ainda não foi localizado.
 
O vídeo que circula nas redes sociais mostra o técnico Francisco Júnior Corrêa Mota, que é coordenador e treinador de handebol da Associação Esportes Solidários Gustavo Elias (Aesge), agredindo um atleta de 15 anos dentro de um alojamento na cidade de Pompéu.
 
A PCMG executou mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra Francisco, que é investigado por agredir e abusar sexualmente de jogadores com idades entre 15 e 17 anos – porém o treinador não foi localizado e é considerado foragido.
 
A PCMG também informou que até o momento, 14 adolescentes foram ouvidos.
 
Diante da situação, a Federação Mineira de Handebol suspendeu preventivamente o treinador Francisco Júnior Corrêa Mota por 60 dias do Campeonato Mineiro de handebol de base.
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Edilson Alencar em Presidente Médici?
Você acredita que pets deveriam ser permitidos em praças de alimentação?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS